Aposentados e pensionistas da União devem fazer prova de vida atrasada para evitar cancelamento do benefício

Procedimento pode ser feito na agência bancária onde o segurado recebe o pagamento ou pelo aplicativo SouGov.br

Rio – Os servidores aposentados e pensionistas do Poder Executivo Federal, que tiveram o benefício suspenso por não realizarem a prova de vida nos últimos dois anos, precisam regularizar a situação para não ter o benefício cancelado. Vale lembrar que o procedimento pode ser feito presencialmente na agência bancária em que o segurado recebe o pagamento. Para isso, ele precisa ter em mãos um comprovante de residência, um documento de identificação com foto e o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas).

Também há a possibilidade de realizar a prova de vida digital por meio do reconhecimento facial no aplicativo Gov.br. Para fazer o procedimento, o segurado precisa ter a biometria cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Será necessário ter uma conta no gov.br e instalar, em seu celular, o aplicativo SouGov.br e o aplicativo Gov.br.